Mensagem do Dia

Seleção diária das melhores mensagens da bíblia

Home >> Mensagem do Dia >> A incredulidade dos irmãos de Jesus João 7

13/09/2019 - A incredulidade dos irmãos de Jesus João 7

 

A incredulidade dos irmãos de Jesus Passadas essas coisas, Jesus andava pela Galileia, porque não desejava andar pela Judeia, visto que os judeus queriam matá-lo. E a festa dos judeus, chamada de Festa dos Tabernáculos, estava próxima. Então os irmãos de Jesus se dirigiram a ele e disseram: 

— Deixe este lugar e vá para a Judeia, para que também os seus discípulos vejam as obras que você faz. Porque, se alguém quer ser conhecido, não pode realizar os seus feitos em segredo. Já que você faz essas coisas, manifeste-se ao mundo. 

Acontece que nem mesmo os irmãos de Jesus criam nele. 

Então Jesus lhes disse: 

— O meu tempo ainda não chegou, mas para vocês qualquer tempo é oportuno.O mundo não pode odiar vocês, mas a mim ele odeia, porque eu dou testemunho a respeito dele, dizendo que as suas obras são más. Vão vocês para a festa. Eu não vou, porque o meu tempo ainda não se cumpriu.

Tendo dito isso, Jesus continuou na Galileia. 

Depois que seus irmãos tinham ido à festa, Jesus também foi, não publicamente, mas em segredo. Ora, os judeus o procuravam na festa e perguntavam: 

— Onde estará ele?

E havia grande murmuração a respeito de Jesus entre as multidões. Uns diziam: 

— Ele é bom.

E outros afirmavam:

— Não, não é! Ele engana o povo.

Entretanto, ninguém falava dele abertamente, por ter medo dos judeus. 

Quando a festa já estava na metade, Jesus foi ao templo e começou a ensinar. Então os judeus se maravilhavam e diziam: 

— Como é que ele pode ser letrado, se não chegou a estudar?

Jesus lhes respondeu: 

— O meu ensino não é meu, mas daquele que me enviou.Se alguém quiser fazer a vontade de Deus, conhecerá a respeito da doutrina, se ela é de Deus ou se eu falo por mim mesmo. Quem fala por si mesmo está buscando a sua própria glória; mas o que busca a glória de quem o enviou, esse é verdadeiro, e nele não há falsidade. Não é fato que Moisés deu a Lei para vocês?Contudo, nenhum de vocês a cumpre. Por que estão querendo me matar?

A multidão respondeu: 

— Você tem demônio. Quem é que está querendo matá-lo?

Jesus respondeu: 

— Um só feito realizei, e todos vocês ficaram admirados.Moisés lhes deu a circuncisão — se bem que ela não vem de Moisés, mas dos patriarcas —, e vocês fazem a circuncisão de um menino até mesmo no sábado. E, se um menino pode ser circuncidado em dia de sábado, para que a Lei de Moisés não seja desrespeitada, por que vocês ficam indignados contra mim, pelo fato de eu ter curado por completo um homem num sábado? Não julguem segundo a aparência, mas julguem pela reta justiça.

Alguns de Jerusalém diziam: 

— Não é este o homem que estão querendo matar? Eis que ele fala abertamente, e ninguém lhe diz nada. Será que as autoridades reconhecem de fato que este é o Cristo? Mas nós sabemos de onde este homem vem. Quando, porém, o Cristo vier, ninguém saberá de onde ele é. 

Enquanto ensinava no templo, Jesus disse em voz alta: 

— Vocês não somente me conhecem, mas também sabem de onde eu sou. Eu não vim porque eu, de mim mesmo, o quisesse, mas aquele que me enviou é verdadeiro, aquele a quem vocês não conhecem.Eu o conheço, porque venho da parte dele e ele me enviou.

Então quiseram prendê-lo, mas ninguém lhe pôs as mãos, porque a sua hora ainda não havia chegado. Porém muitos dentre a multidão creram nele e diziam: 

— Quando o Cristo vier, será que vai fazer maiores sinais do que este homem tem feito?

Os fariseus, ouvindo a multidão murmurar essas coisas a respeito de Jesus, juntamente com os principais sacerdotes enviaram guardas para o prender. Jesus disse: 

— Ainda por um pouco de tempo estou com vocês e depois irei para junto daquele que me enviou.Vocês irão me procurar, mas não me acharão; vocês também não podem ir para onde eu estou.

Então os judeus disseram uns aos outros: 

— Para onde ele irá que não o possamos achar? Será que pretende ir para a diáspora entre os gregos, a fim de ensinar os gregos? Que significa isso que ele diz: “Vocês irão me procurar, mas não me acharão; vocês também não podem ir para onde eu estou?” 

No último dia, o grande dia da festa, Jesus se levantou e disse em voz alta: 

— Se alguém tem sede, venha a mim e beba.Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva.

Isso ele disse a respeito do Espírito que os que nele cressem haviam de receber; pois o Espírito até aquele momento não tinha sido dado, porque Jesus ainda não havia sido glorificado. 

Quando ouviram essas palavras, alguns do meio do povo diziam: 

— Este é verdadeiramente o profeta.

Outros diziam: 

— Ele é o Cristo.

Outros, porém, perguntavam:

— Por acaso o Cristo virá da Galileia? Não diz a Escritura que o Cristo vem da descendência de Davi e da aldeia de Belém, de onde era Davi? 

Assim, houve divisão entre o povo por causa dele. Alguns queriam prendê-lo, mas ninguém lhe pôs as mãos. 

Os guardas voltaram à presença dos principais sacerdotes e fariseus, e estes lhes perguntaram: 

— Por que vocês não o trouxeram?

Eles responderam: 

— Jamais alguém falou como este homem.

Os fariseus disseram aos guardas: 

— Será que também vocês foram enganados? Por acaso alguma das autoridades ou algum dos fariseus creu nele? Mas esse povo que nada sabe da lei é maldito. 

Nicodemos, um deles, que antes tinha ido conversar com Jesus, perguntou-lhes: 

— Será que a nossa lei condena um homem sem primeiro ouvi-lo e saber o que ele fez? 

Eles responderam: 

— Por acaso também você é da Galileia? Examine e verá que da Galileia não se levanta profeta.

E cada um foi para a sua casa.